Manchetes

Carnaval 2012 finaliza com 12 mortes violentas no Oeste


romulo_felix_assassinado
A Região Oeste foi marcada por mais um carnaval violento, onde no Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep) de Mossoró deram entrada 12 corpos vítimas de assassinatos, acidentes e afogamentos, além de várias tentativas de homicídio. Sete pessoas foram mortas a tiros, três em Mossoró, uma em Patu e outra em Pendências, além de seis acidentes e um afogamento. O balanço deste ano teve uma redução de 25% em relação ao carnaval 2011. 

PRINCIPAIS OCORRÊNCIAS
Homicídio
Em Mossoró, na madrugada de ontem, por volta das 2h, no bairro Paredões, a polícia registrou um assassinato no cruzamento das ruas Alexandre Baraúna e Agostinho Militão, onde um adolescente identificado como Rômulo Félix Marcário, 15 anos, foi alvejado a tiros de pistola e morreu no local. Próximo onde o corpo da vítima foi encontrada a polícia localizou manchas de sangue, dando a entender que o rapaz ainda baleado tentou fugir dos agressores, mas foi alcançado e morto.


Outro crime aconteceu na manhã de segunda feira (20), também no bairro Paredões, onde um pescador encontrou boiando nas águas do rio Mossoró o corpo de um adolescente com várias perfurações de tiros.

Rodrigo Freire Gomes, o "Ferrugem", 15, que residia na rua Augusto da Escóssia, estava desaparecido há quase oito dias e foi achado morto com mais de 10 tiros de pistola. Seu corpo já apresentava avançada decomposição.

No bairro Barrocas, na madrugada do sábado de Carnaval (18), o adolescente Luiz Patrício Pereira da Silva, o "Natal", 16 anos, foi assassinado com um tiro na nuca, enquanto dormia em uma rede, em sua residência localizada a rua Artur Bernardes.

Em Patu, no Médio Oeste, um rapaz identificado como Francisco Cesário Maia Neto, conhecido como "Potim", 18 anos, foi executado a tiros na noite de segunda feira (20) dentro de sua residência, localizada no bairro da Estação. A polícia ainda não tem informações sobre os assassinos nem os motivos do crime.

Elionai Roniele Silva Costa, 27, assassinado na noite do domingo, em Pendências, durante uma festa.

Afogamento
No sábado pela manhã, Bombeiros retiraram das águas do "Açude do Belém", em Caraúbas, o corpo do pescador Pedro Araújo, "Pedro Paraíba", que morreu afogado quando pescava.

Acidente na BR-405 mata filha do prefeito de Itaú
Um grave acidente na BR-405, na noite do último sábado de Carnaval, próximo ao sítio Bálsamo, em São João do Rio do Peixe, na Paraíba, causou a morte de uma mulher e deixou outras nove pessoas feridas. Emanuele Fernandes Melo, 21 anos, filha do prefeito Edson Melo, de Itaú, viajava em uma Pajero, de placa JVJ-0461, quando o veículo deslizou na pista, capotou e caiu em uma ribanceira.

O acidente aconteceu por volta das 23h30, quando o grupo de amigos se deslocava para a cidade de Cajazeiras (PB), onde participaria de uma festa carnavalesca. Além de Emanuele Melo também viajavam na Pajero outras oito pessoas, que tiveram escoriações e foram socorridas para hospitais da região.

Outros acidentes
A região registrou ainda sete mortes por acidentes, nas estradas, durante o Carnaval, com destaque para os seguintes: no município de Luís Gomes, no Alto Oeste, um homem identificado como Josemar Caetano de Oliveira, o "Lasca de Lenha", morreu quando viajava de carona em uma moto e o condutor perdeu o controle do veículo e se chocou com uma árvore, próximo ao contorno da BR-405. O acidente ocorreu na tarde de terça-feira (20) e a vítima ainda chegou a ser levada para o hospital de Pau dos Ferros, onde morreu pouco tempo depois.

Em Mossoró, um homem identificado como Antonio da Silva, vítima de capotamento, na noite da última segunda-feira, no KM 42.1 da BR-304, morreu na tarde de terça-feira (20), no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), onde estava internado.

Já na RN-015, uma colisão frontal entre uma moto e carro resultou na morte de uma pessoa e outra ficou gravemente ferida. A colisão aconteceu já na zona urbana de Baraúna, na manhã de segunda feira (20), e vitimou o agricultor Miguel Vicente da Silva Junior que morava no assentamento Poço Novo. Ele sofreu escoriações e fratura exposta na perna esquerda, sendo socorrido para o HRTM, mas não resistiu e morreu.
Fonte: O Mossoroense, 23/02

Sobre a Guarda Civil

A Guarda Civil Municipal de Mossoró conta com 278 profissionais, treinados e capacitados para resguardar a segurança do cidadão mossoroense.  Sempre com a preocupação de mostrarmos para a população que somos uma Guarda Cidadã e que estamos nas ruas para lutarmos por um mundo mais justo, desde a proteção dos bens patrimoniais, até a segurança do cidadão.  Conte conosco. Ligue 153




Nuvens de Tags