Manchetes

Riacho Grande recebe plenária popular de segurança

A comunidade do Riacho Grande, zona rural de Mossoró, recebeu na noite desta quinta-feira, 11, a plenária popular sobre Segurança Pública. O evento teve como objetivo discutir os principais problemas da comunidade no que se refere à segurança e falar da implantação de medidas que combatam a violência no local. 
Os principais problemas relatados pelos moradores foram: a falta de um posto policial, o uso e tráfico de drogas e a violência doméstica frequente. A secretária de Segurança, Socorro Batista, orientou a comunidade sobre as medidas que devem ser tomadas diante destes problemas.
Quanto à falta de um posto policial, a secretária lembrou que é dever do governo estadual a implantação e funcionamento de delegacias, mas que enviará a solicitação ao órgão competente. Já quanto ao combate ao uso e tráfico de drogas, a secretária disse que pretende fazer uma campanha com igrejas e escolas de prevenção às drogas. Sobre os índices altos de violência doméstica, relatados pelos moradores, a secretária lembrou que as pessoas devem denunciar através do 181, sem precisar se identificar, e que qualquer pessoa pode realizar a denúncia.
A dona de casa Francinete Benício da Silva, presidente do conselho comunitário, colocou a calçada de sua casa à disposição para receber a plenária. “Acho importante discutir esse assunto. Espero que nossas reivindicações sejam atendidas”, relatou. Ao lado do secretário de Agricultura e Recursos Hídricos, Rondinelli Carlos, a secretária Socorro Batista disse que as reclamações e sugestões dos moradores serão incluídas no Plano Municipal de Segurança Pública. Outra plenária será realizada neste sábado, 12, às 16h, no bairro Aeroporto, atrás da Igreja Santo Expedito.

Sobre a Guarda Civil

A Guarda Civil Municipal de Mossoró conta com 278 profissionais, treinados e capacitados para resguardar a segurança do cidadão mossoroense.  Sempre com a preocupação de mostrarmos para a população que somos uma Guarda Cidadã e que estamos nas ruas para lutarmos por um mundo mais justo, desde a proteção dos bens patrimoniais, até a segurança do cidadão.  Conte conosco. Ligue 153




Nuvens de Tags